Fórum de Reitores da Abruem tem início em 31 de maio

Dirigentes universitários discutirão transparência e controle social na gestão do Ensino Superior

Em pouco mais de uma semana, os gestores das 45 Instituições de Ensino Superior afiliadas à Associação Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem) estarão mais uma vez reunião para um Fórum de Reitores promovido pela Entidade, o de número 60. Nesse momento, de agravamento extremo da crise política e moral do país, as discussões sobre a temática central – “Governança Pública: transparência e controle social na gestão do Ensino Superior” – mostram-se fundamentais.
“No momento em que o Brasil passa por tamanha instabilidade política, numa crise que tem precarizado áreas essenciais para o desenvolvimento do país, como a Educação, entre outras, discutir a governança pública na gestão do ensino superior é essencial para que nossas instituições exponham suas realidades e reforcem a importância da Educação como caminho que leva às soluções necessárias para as transformações que se fazem cada vez mais urgentes para a Nação, com suas pesquisas, com suas atividades extensionistas, com um ensino democrático, acessível e de qualidade”, defende o reitor Rangel Júnior, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), realizadora dessa edição do Fórum.
Posicionamento partilhado pelo presidente da Abruem, reitor Aldo Nelson Bona (Unicentro). “Em meio a uma grave crise, que se estende por vários setores do nosso corpo nacional, mais uma vez buscaremos soluções para a manutenção do Ensino Superior público e de qualidade em nossos estados e municípios. Por isso”, complementa, “durante três dias, nos debruçaremos, com dedicação e responsabilidade, sobre a questão central desse 60º Fórum Nacional de Reitores da Abruem”.
Com programação definida para os dias 31 de maio, primeiro, 2 e 3 de junho, esse encontro de reitores tem, segundo Rangel Júnior, “o desafio de partilhar e inspirar, permitindo uma enriquecedora troca de experiências que refletirá, com certeza, em um aperfeiçoamento de ações institucionais que, consequentemente, beneficiará as comunidades acadêmicas das universidades envolvidas e a sociedade brasileira em geral”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *