Reitora da Unitins, Elizângela Glória Cardoso, morre aos 36 anos

Abruem decretou luto oficial de três dias

A reitora da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), professora Elizângela Glória Cardoso, morreu na manhã desse sábado (24), no interior de São Paulo. Ela tinha 36 anos e estava afastada das atividades administrativas desde o mês de março para tratamento de um câncer intestinal. O velório está sendo realizado no auditório da sede da Universidade, em Palmas.

Reitores das universidades afiliadas à Abruem lamentam a morte prematura da colega

Elizângela Glória Cardoso deixa como legado importantes conquistas para a Unitins e para a sociedade do estado do Tocantins. As mais imponentes são a Lei nº 3.124/2016, que transformou a instituição em Universidade Estadual e a inauguração do Campus Graciosa, em Palmas. Outras conquistas também marcaram o desenvolvimento da Unitins em pouco mais de dois anos de exercício da reitora, como a inauguração de novos postos de trabalho nos campi de Araguatins, Augustinópolis e Dianópolis. Ela ainda conseguiu junto ao Governo Estadual, com apoio dos deputados, a estruturação dessas unidades.

A reitora ainda contribuiu para alavancar a pesquisa no Estado através da Central Analítica de Pesquisa Agroambiental (Cepam), no Complexo de Ciências Agrárias (CCA), em Palmas, primeira obra inaugurada por ela no cargo de reitora. 

O Governo do Tocantins decretou luto oficial de três dias e a Unitins decretou luto oficial de sete dias em virtude do falecimento da reitora. A Universidade também suspendeu as atividades acadêmicas e administrativas em todas as unidades da Instituição na segunda-feira, 26. A Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais também decretou luto oficial de três dias.

 

Histórico

Professora da Unitins desde 2009, Elizângela Glória Cardoso graduou-se em Serviço Social pelo Centro Universitário Luterano de Palmas (Ulbra) em 2005, obteve títulos de especialista de Planejamento em Gestão de Projetos Sociais pela Unitins (2009) e em Gestão das Clínicas nas Regiões de Saúde pelo Instituto Sírio Libanês de Pesquisa (2014).

É também assistente social efetiva da Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins (Sesau). Na Unitins, já exerceu a função de coordenadora, sendo a primeira professora eleita pelo Colegiado do Curso de Serviço Social na modalidade EAD, para a função. Foi uma das líderes do Movimento Pró-Unitins na luta pela criação de cursos presenciais. Com vasta experiência em Projeto de Extensão, Elizângela atualmente desenvolvia pesquisas na área da Saúde e de Políticas para Crianças e Adolescentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *