Uema e Abruem realizam I Simpósio Internacional de Inovação em Educação Superior

Debates se deram entre os dias 27 e 29 de junho, em São Luís, no Maranhão

O reitor da Uema dá as boas-vindas aos participantes do Siies, na cerimônia de abertura do Simpósio (Foto: Assessoria de Imprensa Uema)

A Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem) realizaram essa semana, entre os dias 27 e 29, o I Simpósio Internacional de Inovação em Educação Superior (Siies). O Simpósio teve como objetivo discutir os grandes desafios que as instituições de ensino superior deverão enfrentar, visando inovar o espaço educacional.

Para o reitor da Uema, professor Gustavo Costa, a realização de um simpósio internacional na área de inovação e educação superior foi uma grande conquista para o estado do Maranhão, para a instituição e, sobretudo, para os participantes. “Todos tivemos a oportunidade de navegar por uma programação rica, com a apresentação de grandes nomes, conhecidos no mundo inteiro, no que se refere à inovação e ao reflexo de mudança na educação superior”, declarou o reitor.

Abruem divulgou o sistema de ensino superior estadual e municipal (Foto: Carlos Roberto Ferreira)

Falando sobre os efeitos da educação na vida do homem de hoje, o professor Antônio Sampaio da Nóvoa, reitor honorário da Universidade de Lisboa, em Portugal, que ministrou a palestra de abertura do simpósio, esclareceu que a educação é uma área central das sociedades do século XXI. Segundo Nóvoa, esse não é um tema de especialistas, mas uma discussão que envolve toda a sociedade. “Por isso, é muito importante que tanto no Maranhão como em todos os estados brasileiros esse debate seja travado pelas escolas e pelas universidades. Estamos vivendo uma fase fundamental de transformação por causa do digital e por outras razões. Em 20 ou 30 anos nem as instituições escolares nem as universidades serão iguais às de hoje. Por esta razão, nossa geração precisa desenvolver um papel histórico de mudança na melhoria das escolas e das universidades”, defendeu.

Metas compartilhadas pela professora Ilka Serra, coordenadora geral do UemaNET e do Siies. “O que esperamos com esse Simpósio é despertar os professores para uma nova metodologia de trabalho na educação baseada, principalmente, nos processos de inovação. E é nessa perspectiva que compartilhamos experiências”, disse Ilka.

A Abruem, co-realizadora do Siies, esteve presente em todas as discussões com a participações dos membros da Câmara Técnica de Educação a Distância (EaD), que tem como presidente o reitor da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), Marcus Tomasi. A Associação também mantou um estande próprio para divulgar o sistema de educação superior estadual e municipal.

O público lotou a abertura e participou de todas as atividades propostas (Foto: Carlos Roberto Ferreira)

  • com informações da Assessoria de Imprensa da Uema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *