Abruem promove debate em defesa das três universidades estaduais do Rio de Janeiro

Ação foi realizada no último dia 21 de julho

Reitores e comunidade universitária e em geral discutiram a situação das universidades estaduais do Rio e apoiaram as instituições de ensino superior

22 instituições de ensino superior públicas estaduais, localizadas em 17 estados da federação, através de seus reitores, estiveram no Rio de Janeiro, no último dia 21 de julho, participando da primeira reunião aberta à comunidade promovida pela Abruem (Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais). “O movimento de sair da sede da nossa Associação, em Brasília, e virmos até aqui, ao Rio de Janeiro, e realizarmos nossa reunião administrativa mensal nos espaços da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) tem um fator simbólico muito forte: a defesa das universidades estaduais brasileiras – que são um patrimônio do povo, dos cidadãos de cada estado – de um modo amplo; e, mais especificamente, de unirmos nossas vozes às das três universidades fluminenses que vivem uma crise sem precedentes”, explicou o presidente da Abruem, reitor Aldo Nelson Bona (Unicentro).

Além dos reitores membros da Associação – incluindo os três gestores das universidades estaduais do Rio -, também participaram representantes da comunidade acadêmica das três instituições, da sociedade em geral, a imprensa e o secretário estadual de Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, deputado Pedro Fernandes. “A decisão da Abruem de realizar sua reunião no Rio, numa das três universidades do sistema estadual, carrega em sim uma simbologia, a de que todos nos unimos em favor de uma causa única, que é a defesa do ensino superior público e gratuito promovido pelas universidades estaduais e que vem sendo ameaçado nos últimos anos. O que ocorre com instituições de ensino superior estaduais do Rio de Janeiro não pode ser visto como uma fatalidade inevitável ou como um evento determinístico da crise”, opinou o reitor da UERJ, Ruy Garcia Marques.

A audiência pública contou com palestras e, também, com um debate. O presidente da Abruem, Aldo Nelson Bona, e os reitores Ruy Garcia Marques (UERJ), Luis Cesar Passoni (UENF – Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro), e Maria Cristina de Assis (Uezo – Centro Universitário Estadual da Zona Oeste). Ao final das discussões, a Abruem decidiu pela elaboração de um documento público, intitulado “Carta do Rio de Janeiro”, em defesa das universidades estaduais cariocas, que será enviado como ofício às autoridades do Rio de Janeiro, em especial à Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia e ao governador, Luiz Fernando Pezão.

Os reitores Luiz Passoni (UENF), Aldo Bona (Unicentro e presidente Abruem), Ruy Garcia Marques (UERJ) e Maria Cristina de Assis (UEZO) na mesa com o secretário de Ciência e Tecnologia do Rio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *