Abruem e OEI firmam acordo para formação de professores de matemática

Público-alvo de curso deve atuar em escolas na região da tríplice fronteira

O presidente da Abruem (Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais), reitor Aldo Nelson Bona (Universidade Estadual do Centro-Oeste – Unicentro), participou de uma reunião, representando a entidade, com a gerente do escritório brasileiro da Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), Adriana Vieska.

A audiência tratou da participação de universidades afiliadas à Abruem em uma formação destinada à professores de matemática, que atuam em escolas da região da tríplice fonteira (Argentina, Brasil e Paraguai). “O curso está sendo articulado e organizado pela OEI e será financiado com recursos dos três países”, conta Aldo.

A Abruem e a OIE tem acordo de cooperação firmado desde abril de 2016, porém o mesmo destina-se a participação da Associação na Adesão pela Mobilidade Acadêmica (clique aqui e leia o Acordo na íntegra), da qual também são partes constituintes a Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib) e o Conselho Universitário Ibero-Americano (Cuib).

Aldo Bona e Adriana Vieska, na sede da OIE, em Brasília

Sobre a OIE

O OIE e uma organização mantida com recursos dos países ibero-americanos, que atua como captadora de recursos e executora de projetos nas áreas de educação, ciência, tecnologia e cultura. “Ela não é uma agência de fomento”, explica Bona. “Portanto, não financia projetos, mas ajuda instituições a organizarem projetos que visem a captação de recursos e, ainda, administra e executa esses projetos”.

Além disso, a OIE “atua identificando e disponibilizando profissionais de países ibero-americanos para a execução de projetos, palestras, consultorias e diversas atividades de cooperação”complementa Adriana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *