Definida programação para a Missão Internacional 2018, na Hungria

No total, serão realizadas visitas técnicas em 12 universidades do país

12 universidades da Hungria – cinco localizadas na capital, Budapeste, e outras sete no interior do país – serão visitadas pelos reitores e diretores de Relações Internacionais das universidades estaduais e municipais brasileiras, que integrarem a Missão Internacional 2018, organizada pela Abruem, em conjunto com a Embaixada da Hungria no Brasil.

O embaixador da Hungria no Brasil e o presidente da Abruem, em reunião na sede da Embaixada, em Brasília

A programação foi fechada em reunião entre o presidente da Abruem, reitor Aldo Nelson Bona (Unicentro – Universidade Estadual do Centro-Oeste); o secretário executivo da Associação, Carlos Roberto Ferreira, o embaixador da Hungria no Brasil, senhor Norbert Konkoly; e o adido comercial da Embaixada, Péter Sutyinszki.

“Foi definido”, ressalta Aldo, “que os integrantes da Comitiva da Abruem devem chegar a Budapeste até as 12h do dia 24 de junho. Afinal, ainda no período da tarde, às 17h, teremos uma reunião de recepção e já no dia seguinte tem início as visitas técnicas propriamente”.

Na primeira semana, os encontros visando a aproximação entre as universidades brasileiras e húngaras com vistas à internacionalização se concentrarão em Budapeste, com visitas previstas as Universidades de Tecnologia e Economia; Centro-Europeia; Escola de Negócios de Ciências Aplicadas; de Veterinária; e Semmelweis. Já na segunda metade da missão os reitores percorrerão o interior do país, conhecendo as Universidades Szent István, em Godollo; de Miskolc; de Nyíregyháza; de Sopron; de Károly Eszterházy, em Eger; de Dunaújváros; e de Szeged. (clique aqui e confira a programação)

“Inicialmente, a proposta é que a missão percorresse a Hungria e outros países da região. Porém, esse planejamento inicial não se concretizará em virtude do grande número de instituições de ensino superior da própria Hungria, que demonstraram interesse em receber os reitores das Universidades afiliadas à Abruem”, finaliza Bona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *