Reunião administrativa de março: principais temas abordados

Encontro foi realizado em Maceió

Adeus e boas-vindas

Rozangela de Almeida Fernandes Wyszomirska recebe o Diploma de Associada Honorária

A reunião administrativa do mês de março da Abruem (Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais) foi marcada pela despedida da professora Rozangela Maria de Almeida Fernandes Wyszomirska, que deixou a reitoria da Uncisal (Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas), após o fim do seu mandato e recebeu o diploma de associada benemérita da Abruem. Rozangela esteve a frente da administração da Instituição de Ensino Superior alagoana entre os anos de 2009 e 2017. Agora, o posto de reitor foi assumido pelo docente Henrique de Oliveira Costa, que também foi acolhido durante a reunião.

Nova sede

Recepção aos reitores das IES estaduais e municipais contou com a presença do governador de Alagoas, Renan Filho

A nova sede da Associação voltou a ser colocada em pauta. Dessa vez, os reitores foram comunicados que as reformas das salas próprias, adquiridas da Abipti (Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação), tiveram início na última semana de março e devem ser concluídas até o final deste mês. Antes mesmo da mudança de endereço, a Sala de Reuniões da atual sede, no complexo Fusion, foi desativada para que a Associação pague, até a transferência definitiva, o aluguel apenas de uma sala, que é a de funcionamento da Secretaria da Associação. As obras de revitalização, como informado, na reunião de fevereiro vão custar em torno de R$ 15 mil. A sede própria da Abruem é composta por duas salas comerciais – as de número 102 e 105 –, localizadas no edifício SCLN, número 109, bloco C, no início da Asa Norte, em Brasília.

PNPG 2011-2020

Reitores foram recepcionados no Palácio Floriano Peixoto, em Alagoas

A Minuta com sugestões das afiliadas da Abruem para o processo de avaliação da Pós-Graduação, conforme solicitação da Capes (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), elaborada pela Câmara de Pós-Graduação, foi discutida pelos reitores presentes no encontro de março, realizado em Alagoas. A análise das instituições de ensino superior estaduais e municipais é que a principal questão a ser considerada diz respeito ao modelo adotado. Segundo o Ofício, encaminhado à Comissão Especial para acompanhar e monitorar a implantação do PNPG, “o processo poderia continuar mensurando indicadores quantitativos de produção”, porém, poderia incluir “indicadores que possam considerar a dimensão qualitativa da atuação dos programas”. De acordo com o documento, a pós-graduação no país é heterogênea e, por isso, os indicadores devem levar em consideração as desigualdades regionais. Também compõe o Ofício um conjunto de 22 propostas pontuais.

Sisu

Programação contou também com visita à Serra da Barriga e à Comunidade Muquém, no município de União dos Palmares

A permanência das universidades afiliadas à Abruem no Sisu, que é o Sistema de Seleção Unificada do governo federal, voltou a ser debatida na última reunião administrativa. Como a Câmara de Graduação não conseguiu o agendamento de uma audiência com o ministro da Educação, Mendonça Filho, nem mesmo um aval de que será feito um remanejamento, em caráter de urgência, de recursos para a abertura de um Edital do Pnaest (Programa Nacional de Assistência Estudantil para as Instituições de Educação Superior Públicas Estaduais) ainda este ano, foi decidido que as instituições afiliadas devem discutir o assunto internamente e cada uma deve, livremente, decidir pela manutenção ou rompimento do convênio com o MEC (Ministério da Educação). Ainda assim, como os recursos do Pnaest não são liberados desde a edição de 2014 do Sisu, A Câmara Técnica de Graduação seguirá tratando do assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *