Universidades Estaduais são objeto de tese defendida na Universidade Federal de Goiás

Trabalho de doutorado mostrou necessidades das IES para implantação do Plano Nacional de Educação

“O PNE e as Universidades Estaduais brasileiras: assimetrias institucionais, expansão e financiamento” é o título da tese defendida por Renata Ramos da Silva Carvalho, no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Goiás (UFG). O estudo, segundo a pesquisadora, teve como principal objetivo investigar e apresentar qual seriam as necessidades das universidades estaduais brasileiras para que elas “possam contribuir com êxito as metas do Plano Nacional da Educação (PNE) para o período 2014-2024”. Assim, ela analisou estado por estado qual seria a necessidade de expansão de matrículas em cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu e, também, a ampliação do financiamento.

Renata também buscou compreender como as universidades estaduais estão inseridas no contexto da educação superior do país; identificar as principais características institucionais e acadêmicas, além das assimetrias no conjunto das instituições de ensino superior do sistema; analisar o conteúdo das metas para a Educação Superior dos Planos Estaduais de Educação; e apurar o custo e gasto médio do aluno de universidade estadual por estado da federação.

Para ter acesso e ler a tese na íntegra, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *